Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

Resenha | Vox de Christina Dalcher @EditoraArqueiro

29.10.18

O governo decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia. A Dra. Jean McClellan está em negação. Ela não acredita que isso esteja acontecendo de verdade.
Esse é só o começo...
Em pouco tempo, as mulheres também são impedidas de trabalhar e os professores não ensinam mais as meninas a ler e escrever. Antes, cada pessoa falava em média 16 mil palavras por dia, mas agora as mulheres só têm 100 palavras para se fazer ouvir.
...mas não é o fim.
Lutando por si mesma, sua filha e todas as mulheres silenciadas, Jean vai reivindicar sua voz.
Leitura de Outubro | 5⭐

Uma distopia atual sobre empoderamento e luta feminina. Imagine um país no qual o presidente resolve abolir a voz feminina, onde cada palavra é contabilizada por um contador fixo, impossível de ser retirado do pulso e, caso a contagem chegue a 101, a mulher que falou demais recebe um violento choque elétrico.

Imagine que esse mesmo governo também tem leis igualmente bárbaras para homossexuais, quem pratica sexo antes do casamento ou comete adultério, sendo que no último caso só a mulher é punida. Se você pudesse dizer apenas 100 palavras por dia, o que você faria para ser ouvida? As mulheres falam em média 16 mil palavras por dia... Tenso?

Conheça a rotina da Jean, uma mulher de 43 anos, casada e com 4 filhos que não aceita este sistema. Sua única filha mulher não pode pagar este preço!  Sua filha que desde os 5 anos teve que usar o contador, sua filha que teve que ser subornada desde pequena para que não ultrapassasse as 100 palavras e sofresse, uma criança que nunca teve o privilégio de ouvir uma história para dormir da mãe, que estuda em um colégio só para meninas e é recompensada com brinquedos e sobremesas por não falar.

Eu poderia responder o que eles querem saber: agora só há homens na frente das salas de aula. Sistema de mão única: professores falam, alunas ouvem. Isto me custaria 18 palavras. ...um dia minha filha deverá fazer compras e cuidar da casa, ser uma esposa dedicada e obediente. Para isso é preciso aprender matemática, não soletração. Ela não precisa de literatura. Muito menos de voz.
Jean também tem que lidar com seu filho mais velho e espião. Com 17 anos, Steven acha o sistema incrível e além da rebeldia normal de um adolescente que já está namorando, ele não respeita a autoridade da mãe porque é o pai que decide tudo. Eu tive vontade de gritar nesta cena e dar na cara deste moleque.
As vezes eu refletia sobre isso, sobre como crianças podem se transformar em monstros, como aprendem que matar é certo e a opressão é justa, como em uma única geração o mundo pode mudar tanto até ficar irreconhecível.
Ela precisa fazer alguma coisa! As motivações dela para derrubar o presidente e o “Movimento Puro” são conflitantes e eu não concordei com algumas de suas ações pessoais, mas o problema aqui vai além de só poder falar 100 palavras por dia, são vários fatores que ferem os direitos das mulheres e as consequências desta violência é assustadora!
Nada como ter uma conversinha sobre suicídio com seu filho antes da hora de dormir...

VOX te mostra, entre outras atrocidades, o que é um mundo onde uma mulher não pode ler. Isto sim é macabro! Isto sim é o Halloween da vida real pra mim! Chocante! Literalmente, chocante! Eu não saberia lidar! Os meus livros estariam trancados em um baú no sótão juntamente com o meu Kindle, as chaves em um cofre só aberto pelo meu marido, assim como a caixa de correio. Nem livro de receita é permitido gente, vocês tem noção da gravidade da situação? Tem câmeras em todos os lugares e se pegarem mulheres conversando em linguagem de sinais por exemplo, ela é presa.

Itens de papelaria e selos não podem ser vendidos para mulheres. Escrever e receber cartas, usar linguagem não verbal de qualquer forma, trabalhar, opinar na educação dos filhos? PROIBIDO PARA MULHERES! Mulher não pode ter celular, e-mail ou qualquer tipo de interação com outra mulher. Até seus exames ginecológicos ficam em posse do homem da casa! Neste governo, as mulheres não servem para nada além de gerar filhos e cuidar da casa e do marido.
Num mundo em que as mulheres são mandadas para a Sibéria de Dakota do Norte por crimes insignificantes como a fornicação, onde cumprem prisão perpétua num campo de concentração para homossexuais, certamente há algum horror novinho para mulheres que roubam segredo de Estado.
Revoltante e impactante! Narrado pelo ponto de vista da Jean, logo no primeiro capítulo eu já estava completamente cativada pelo enredo, ele é tão viciante que você vai ler em um piscar de olhos!

Onde comprarSaraiva Amazon


Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts