Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

Resenha | Uma Duquesa Qualquer, Série Spindle Cove Livro 4 de Tessa Dare @EditoraGutenberg

25.1.18

Uma duquesa em busca de sua sucessora.
Um jovem duque relutante em se casar.
Uma criada que adora desafios.
O que fazer com um duque relutante em se casar? A Duquesa de Halford – e mãe de Griffin, o duque libertino, irresponsável, que deseja apenas os prazeres da vida – tem o plano perfeito. Na verdade, ela conhece o lugar perfeito… Spindle Cove.
No paraíso das jovens solteiras, a duquesa insiste para que o filho escolha uma dama. Qualquer uma. E ela a transformará na melhor duquesa de Londres. Griff, então, decide achar alguém que acabará com os planos e com a ideia maluca de forçá-lo a se casar… Ele escolhe a atendente da taverna Touro & Flor, Pauline Simms – que nunca sonhou com duques ou com casamento, mas sim com o dinheiro que possibilitaria uma mudança completa em sua vida e na vida da pobre irmã, Daniela.
O duque e a Srta. Simms estabelecem um acordo: a mãe de Griff tem uma semana para transformar a criada em uma duquesa perfeita, então Pauline deverá ser um desastre durante sete dias e, se tudo der certo (ou melhor, se tudo der completamente errado), receberá mil libras e poderá realizar o sonho de construir a própria biblioteca em Spindle Cove.
Em pouco tempo, porém, o duque é surpreendido ao conhecer Pauline e descobrir que a moça é muito mais do que uma simples atendente, e a atração entre os dois é inevitável. Mas em um mundo em que as classes sociais são o que realmente importa, vence a ambição ou o coração? “Amor era um buraco nefasto que se abria na terra, ficando maior a cada instante. A menos que ela tomasse muito cuidado, com certeza cairia dentro dele.”
Leitura de Setembro/2017  | 5⭐❤

–Existe apenas uma qualidade, tão somente única, que transforma uma mulher em duquesa. –E qual é? –Casar-se com um duque.
Griffin Eliot York está prestes a completar 35 anos e sua mãe está impaciente com a sua condição de solteiro. Chamar de impaciência o desespero desta mulher é um eufemismo na verdade, ela quer um neto de qualquer jeito e decide tomar uma atitude drástica: sequestrar o próprio filho e levá-lo a Spindle Cove para arranjar uma noiva. Qualquer uma serve! O início desta história é hilário porque Griffin não pode acreditar que sua própria mãe teve coragem de chegar a este extremo e acorda dentro da carruagem sem ter para onde fugir. 
Durante meses ignorou convites e insinuações de mulheres de toda cidade. Uma atendente de taverna espertinha, suja de lama, coberta de açúcar, com um vestido barato e sem graça não poderia ser a perdição completa dele.
Os dois entram em uma taverna e ela decide que Griffin deve escolher qualquer mulher daquele lugar com a promessa de que a escolhida seja transformada em uma duquesa. Griffin quer ensinar uma lição à mãe intrometida e seu plano é escolher a mais improvável das candidatas para que ela desista quando perceber que não consegue cumprir a promessa. Quando coloca os olhos em Pauline, acredita que encontrou a pessoa perfeita. 
Provocar um duque seria um crime punível com enforcamento? Com toda certeza ele possuía os meios e o poder para fazê-la se arrepender disso. (...) O duque contratou a atendente de taverna para provocar sua mãe, mas em algum momento dos últimos minutos, Pauline tinha ficado muito mais interessada em provocar ele próprio.
Assim que vê Griffin pela primeira vez, Pauline logo pensa que chegou mais um príncipe de uma das jovens aristocratas que buscam refúgio em Spindle Cove pelas razões mais estranhas. Eu falei um pouco mais deste lugar na resenha de “Uma Noite para se Entregar”. Sempre tem algum problema diferente com estas mulheres e de repente algum belo conde, visconde ou oficial aparece e se casa com elas no decorrer da série. Nenhum deles sequer olhava para Pauline, só que agora chegou a sua vez e ela ganhou não apenas um simples libertino como pretendente, mas o 8º Duque de Halford.
–Não se preocupe. Estou preparada para ser uma catástrofe.
Pauline sempre trabalhou duro para ter as coisas que desejava e também é a responsável pela irmã. Não pode ficar muito tempo longe dela e por isto aceita ir para Londres com Griffin para ter o seu treinamento de duquesa por apenas uma semana. Em troca ela terá o dinheiro para uma vida mais confortável e para abrir sua biblioteca circulante, o seu grande e invejável sonho! Griffin promete contratá-la como dama de companhia da sua mãe e sua única exigência é a de que ela prove ser um desastre absoluto em sua apresentação à sociedade. Obviamente tudo que ele planeja se vira inteiramente contra ele. Realmente ele não conhece a mãe que tem!
– Você “gosta” de mim. – Gosto. Na verdade, eu gosto de você muito mais do que deveria. E gosto exatamente porque você é toda errada.
Eu estava muito ansiosa por este livro desde que Pauline apareceu em “A Bela e o Ferreiro” e eu soube que ela teria sua própria história. Praticamente uma mistura de “Cinderela” – no sentido da transformação de criada para duquesa, e “A Bela e a Fera” – quando a autora cita tantas referências da biblioteca e do amor que Pauline tem pelos livros. Mais uma vez Tessa Dare se superou neste enredo delicioso, engraçado e com elementos originais. Pauline merecia seu próprio conto de fadas e neste caso não temos uma madrasta má, o que era de se esperar, muito pelo contrário, eu passei a amar e admirar muito toda a cumplicidade que surgiu entre estas duas mulheres tão diferentes.
– Você é um provocador cruel – ela disse. – Você é uma mocinha impertinente. – Bem. – Ela sorriu e deu de ombros, satisfeita. – Era isso que você queria.
Uma das cenas onde a atração do casal vem a tona de verdade acontece onde? Adivinhem? Isto mesmo, em uma biblioteca!!!! Griffin é aquele libertino que a gente ama desde o primeiro capítulo, ele não contava que iria se apaixonar por esta mulher simples, mas orgulhosa, de língua afiada e ousada o bastante para enredar um duque. Nenhuma dessas características são qualidades desejáveis em uma atendente, muito menos em uma noiva, porém, ele começa a admirar Pauline quanto mais tempo passa com ela. Ele jurou nunca mais se envolver com nenhuma mulher e que a sua linhagem morreria com ele. Os motivos que ele tem para isto é realmente surpreendente e de cortar o coração. 
Ah, sim. Uma catástrofe completa. Um fracasso perfeito e lindo. Ele se afastou para admirá-la. E eu não poderia estar mais orgulhoso.
Quando eu digo que esta autora é incrível é porque ela te surpreende no desenrolar dos acontecimentos e, na maioria das vezes, você nem vê aquilo chegando. Os personagens são apaixonantes e as cenas são sensuais na medida certa. O epílogo foi sensacional! Leiam os livros na ordem porque os personagens anteriores aparecem por aqui e é muito legal ver o depois do “felizes para sempre” de todos eles. Mesmo que eu tenha amado a série inteira que terminei de ler o ano passado, este volume entrou na lista de favoritos de 2017 sem dúvidas.


Ordem da série: 



Onde comprarAmazon  Saraiva




Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

submarino.com.br Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui americanas.com.br
Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts