Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

Resenha | A Viajante do Tempo, Série Outlander Livro 1 de Diana Gabaldon @EditoraArqueiro

5.7.17

Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas.
Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos.
Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês.
Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?

A sinopse deste livro e o próprio título já deixam bem claro que esta história é sobre uma mulher que viajou no tempo. Apesar disto, ela é muito mais complexa do que se pode imaginar para que o seu resumo seja feito apenas desta maneira. Claire de repente está em um lugar que não está preparada para enfrentar e demonstra uma coragem tão grande em meio a este desconhecido que é impossível não admirá-la logo de cara. Eu confesso que a minha ansiedade era grande para que o romance acontecesse depois de ouvir tantos comentários a respeito. Isto leva um tempo considerável e o jeito que as coisas se deram para que Claire e Jamie ficassem juntos foi surpreendente. Que bom que eu não costumo pegar spoilers antes de uma leitura porque isto só tornou esta uma experiência no mínimo inédita.

Claire entra neste mundo cheio de perigos principalmente para uma mulher e nem a roupa que ela está usando no momento facilita as mentiras que ela tem que inventar para sobreviver. Tudo gira em torno dela descobrir uma maneira de voltar para o seu tempo e para o seu marido com quem é casada há 8 anos, só que, para ela parar em 1743 foi literalmente como mágica e para conseguir retornar fica provado a cada acontecimento inesperado que não é bem assim. A única pessoa que ela confia é Jamie, que conhece logo ao chegar na Escócia. Os dois dão inicio a uma amizade sincera e desinteressada, até que para se livrar da desconfiança que ela seja uma espiã inglesa, Claire é obrigada a se casar com um escocês. Sua escolha de marido então, além de obvia, é a única que ela tem.

Percebe-se que a autora fez uma pesquisa cuidadosa para dar vida a cada acontecimento, cada herói e vilão e eu fiquei me perguntando o quanto isto deve ter sido trabalhoso. A criação de todo o cenário é impressionante, principalmente quando a gente lê e vê as cenas da série ao mesmo tempo como eu fiz, ou apenas vê as imagens na internet sabendo do que se trata a história escrita. Eu li imaginando exatamente estes atores como os protagonistas, para mim casou perfeitamente tudo isto.


A história é extremamente intensa e bem elaborada, ao mesmo tempo, eu fiquei com aquela sensação de que não era o momento de ter lido a obra. Bateu tipo um arrependimento, algo como “começou agora vai até o fim” sabe? Não terminei com aquela ânsia de ler as sequencias e não pretendo fazer isto tão cedo. A série como vocês podem ver no post que informo a ordem de leitura é muito longa e me desanimou saber que estava lendo um romance que não teria um desfecho, mesmo que eu já soubesse disto quando comecei.

O enredo é muito, mas muito narrativo, e totalmente pelo ponto de vista da Claire. Queria saber mais o que se passava pela cabeça do Jamie, tinha coisas desnecessárias sendo descritas em minha opinião e muitas vezes eu perdia o interesse naquilo tudo e partia logo para os diálogos para saber o que iria acontecer a seguir. Isto sem dúvidas me incomodou. Eu também esperava suspirar com o romance, me apaixonar pelo casal e isto não aconteceu. Enfim, terminei frustrada neste sentido.

Pretendo ler novamente este livro assim que todos os volumes tiverem sido publicados, pois acredito que ele merece mais uma chance. Talvez eu decida partir direto para a série de TV quando a mesma estiver completa também e acabe gostando mais dela do que da leitura em si, quem sabe. Para os amantes de um bom romance histórico vale a pena investir apesar das ressalvas que eu mencionei.  Acredito totalmente que a legião de fãs que esta série possui tem razão em ressaltar tantas qualidades dela e eu recomendo a leitura para que vocês tirem suas próprias conclusões.


Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts