Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

Resenha | A Caminho do Altar, Os Bridgertons Livro 8 de Julia Quinn @EditoraArqueiro

2.9.16

“Este romance é radiante e festivo como uma taça de champanhe. Brindemos a ele, porque vale a pena.” – Publishers Weekly “Inteligente e divertido.” – Time Magazine Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece. O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la. Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele? A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.



E chegamos ao fim da série de época mais apaixonante de todos os tempos!! Simplesmente devorei todos e estamos em Setembro ainda!!! Minha meta da série devidamente cumprida. Não tem como não se encantar pelo Gregory, o irmão mais novo que foi tão amado pela família, que viu o amor tão de perto, que só podia ter muita fé de que ele fosse eterno. Ele não tinha escolha além de acreditar que obviamente o verdadeiro amor existe.
"E os lábios dele... tocaram os dela.
Era um beijo.
Ela havia sido beijada.
Ela. Lucy. Dessa vez, tratava-se dela.
Ela mesma estava no centro do seu mundo. Era a vida, acontecendo com ela." 
Já Lucy, nunca esperou encontrar o amor e sempre se sentiu em segundo plano comparada a melhor amiga Hermione, pois ela era linda e sempre atraia os pretendentes onde quer que fosse. No entanto, ela amava Hermione como uma irmã e não se incomodava com isto. Ela é aquele tipo de mulher que vive feliz com a vida que leva, que pensa sempre na felicidade dos outros em primeiro lugar e que aceita o seu destino de se casar com um jovem que está planejado para ela há muito tempo. 
"O amor não atinge a todos com a mesma velocidade."
Tudo começa quando Gregory coloca os olhos em Hermione e acredita que ela é aquela destinada a ficar com ele pelo resto da vida, só que Hermione não pensa deste modo, pelo contrário, seu coração pertence a outro. Pelo fato de Hermione ter se apaixonado por um homem fora dos padrões da sociedade que com certeza o pai dela não vai aceitar como genro e ao perceber a paixão que Gregory sente pela amiga, Lucy decide unir os dois. Com isto, eles acabam passando boa parte do tempo juntos. Nem preciso dizer onde isto vai dar... lembrou bem o que aconteceu com a Kate quando tentou convencer Anthony e não se casar com a irmã. Só que infelizmente, este não teve nem metade da emoção daquela trama.
"Lucy deveria ter se ofendido com o sarcasmo, mas o senso de humor de Gregory era tão parecido com o dela que não pôde deixar de achar graça."
Não canso de dizer o quanto a Julia Quinn é incrível. Ela criou 8 personagens centrais (9 já que não posso deixar de citar a Violet, a mãe mais fenomenal da literatura) com qualidades impressionantes e únicas de um jeito que foi impossível não amar cada um deles. No caso de Gregory, ele é um romântico a procura da alma gêmea. Não tem medo, nem vergonha de admitir isto e eu achei linda esta característica dele. Além de romântico, ele é doce e engraçado, um homem que você deseja ter não só como marido, mas como melhor amigo. 

Assim como os livros anteriores, os diálogos e os acontecimentos no decorrer do enredo são muito divertidos. Gregory, Lucy e Hermione estão hospedados na casa de Anthony para uma celebração e então temos o destaque de Kate como anfitriã e amiga. Mais tarde, Hyacinth também se prontifica a ajudar o casal. A proximidade entre Gregory e Hyacinth é evidente, do mesmo modo que percebemos no sétimo volume. Os dois implicando um com outro é o máximo! Também adorei esta participação ativa da Kate, mostrando como o casamento foi bem sucedido e como ela se adaptou bem ao papel de viscondessa. Com um homem como Anthony, não poderia ser diferente né? (inveja!!!!).

Assim que Gregory assume o seu amor por Lucy nada é fácil e ele tem que superar alguns obstáculos para impedir que ela se case. Pela primeira vez, ele tem que lutar por algo na vida. Gostei muito de como o livro começa, pois já me deixou curiosa pelo que vinha a seguir e também achei interessante o tema abordado em uma determinada cena, o que diferenciou este de todos os outros. O epilogo foi muito engraçado e eu adorei a mocinha. Eu gostei muito deste livro, mas não achei surpreendente. Acho que comecei esta leitura com as expectativas muito altas em relação ao romance em si e acabei me decepcionando. Gregory passa muito rápido de tremendamente apaixonado pela Hermione para completamente apaixonado pela Lucy e isto não me convenceu.

O relacionamento de Lucy e Gregory não é nada fantástico, nem intenso, nem me fez suspirar, foi apenas bom. Sem dúvidas, os quatro primeiros livros da série são os melhores, são perfeitos, são apaixonantes, são viciantes. Os quatro últimos foram só: OK. O fato é que cada livro teve o seu brilho e foi um prazer acompanhar esta série do início ao fim. Não posso negar que já estou com saudades. Agora é esperar ansiosa pelo volume 9, onde a autora trará os epílogos de todos os membros da família para a gente curtir um pouco mais deste clã.



Comentários
1 Comentários

1 Comentário

  1. Olá Diana,
    Como não amar a Julia Quinn? Essa série para mim foi fantástica, eu amei todos os personagens e a família Bridgerton é inesquecível. Ainda não li a história do Gregory, acredito que estou demorando porque não quero me despedir deles ainda hahahaha
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!

    http://www.booksimpressions.com.br/

    ResponderExcluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts