Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

Resenha | Chamas do Passado - Livro 4 da Série Homens Marcados de Jay Crownover @VREditorasBR

9.8.16

Nash Donovan tem o corpo quase todo coberto por um enorme dragão. Seu jeito imponente de andar, a intensidade de seus olhos violeta e sua pecaminosa pele dourada garantem ao tatuador um mistério capaz de enlouquecer qualquer mulher. O bad boy não é do tipo que acredita no amor. Porém, por trás de todo o seu ar marrento, existe uma ferida que ainda está aberta.
A enfermeira Saint Ford nunca superou o bullying na adolescência e nem a dor causada por seu primeiro amor. Quando os anos de colégio acabaram, ela se mudou para outra cidade para tentar apagar as lembranças do passado. Agora, a ruiva voltou para Denver e tornou-se uma mulher encantadora e uma excelente profissional. Porém, ela ainda é insegura e não consegue confiar em homem algum.
Uma fatalidade fez com que o caminho deles voltasse a se cruzar. Somente Saint poderá curar as dores de Nash. Mas, para isso, ela deverá permitir que o calor das chamas dele derreta o seu coração. E Nash é o único homem capaz fazê-la se sentir uma mulher desejada de verdade.
Chamas do passado é um romance sobre autoaceitação e desejo. Uma história envolvente temperada com intensas cenas de paixão.

Mais um tatuado apaixonante. Cada livro de Jay Crownover surpreende pelo amadurecimento dos personagens que apesar dos defeitos, tem uma base sólida de família e amigos, prezam pela sinceridade e lealdade e mostram que não é preciso ter o mesmo sangue para se considerar irmãos. Personagens imperfeitos, danificados e com bagagem é o que não faltam nesta série e com Nash não foi diferente. Basicamente o enredo gira em torno de uma menina que fazia de tudo para ser invisível na escola por se sentir feia e gorda. Sofreu bullying e uma das pessoas que mais a magoou foi Nash. Na época, ele já era considerado um bad boy e ela nutria uma paixonite por ele, mas depois desta grande decepção, decidiu ignorá-lo até que fosse embora para Denver.

Saint nunca mais teve noticias de Nash desde então e nos dias atuais, ela é uma enfermeira que vive para o seu trabalho, tem problemas com os pais que não se separaram de forma amigável e ainda carrega com ela a mágoa do passado. Seu reencontro com Nash é no hospital onde o pai dele está em tratamento e ela descobre que a atração que sente por ele continua a mesma, senão ainda mais forte.  

Nash tem dificuldades em quebrar as barreiras que ela ergue e tenta de tudo para fazer a relação dar certo quando consegue se aproximar. Está vivendo um momento difícil da sua vida com a descoberta do seu verdadeiro pai e além disto, o mesmo está com os dias contados devido a um câncer terminal. Foi rejeitado pela mãe desde criança, desprezado pelo padrasto e decide perdoar o pai que mesmo não tendo sido honesto, fez de tudo por ele a vida inteira, assim como foi o responsável por todos que faziam parte do estúdio de tatuagem. Não há nada que ele possa fazer quanto se trata da saúde do pai, no entanto, ele luta para realizar os sonhos dele em relação aos negócios com a ajuda dos amigos.
"Não sei se algum dia vou conseguir dizer alguma coisa, enxergar o que ele vê em mim."
Apesar das inseguranças e dos traumas serem características de todos os personagens, Saint se superou neste quesito de um modo que conseguiu me irritar. Ela foi uma das mocinhas que eu menos gostei nesta série. Com o perdão do trocadilho, “Santo” aqui era o Nash que teve uma paciência infinita para relevar algumas das atitudes idiotas e confusas dela em um momento em que ele não precisava de mais problemas. Entretanto, ela conseguiu se redimir no final e fez por merecer ser amada e ainda receber uma declaração deste amor não menos do que perfeita.
"Ela é incrível. Inteligente e divertida. É gentil e encantadora, por dentro e por fora. Acaba comigo na cama e, se eu conseguir fazê-la se soltar, parar de se apegar às coisas que nunca vão mudar, tenho quase certeza de que vou cair de quatro por ela. Já estou à beira do precipício. Acho que preciso parar de tentar fazê-la enxergar o quanto sou legal e começar a fazê-la enxergar o quanto ela é sensacional."
Já deu para perceber neste quote o quanto Nash é um fofo, carinhoso e gentil e a química do casal também colaborou para tornar este romance incrível e doce. Adorei rever o meu casal favorito, Rule e Shaw, que se casaram em uma cerimônia simples e linda e estão mais felizes do que nunca, assim como o Rome e Cora que tiveram o seu primeiro bebê. A autora sabe escrever cenas quentes como ninguém, devastadoras também eu tenho que dizer. Impossível não derramar muitas lágrimas, principalmente no final.
"..Nash tem todos aqueles piercings. Mas sou fascinada por aquilo tudo e quero lhe proporcionar o mesmo prazer que ele sempre me dá."
Este livro pode ser lido de maneira independente, mas eu recomendo a leitura do resto da série na ordem, pois vale a pena conhecer todos estes meninos que, nas suas respectivas histórias e nas sequencias, aprendem, ensinam e descobrem que para amar de verdade alguém, você precisa deixar o passado para trás e amar a si mesmo em primeiro lugar.

Onde Comprar: Saraiva Amazon Conheça a Série


Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts