Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do mês

Ver mais...

Resenha | Uma Noite com Audrey Hepburn de Lucy Holliday @HarperCollinsBR

30.6.16

A atriz Libby Lomax encontrou seu refúgio no mundo dos filmes clássicos, nos quais as deusas imortais favoritas da tela parecem oferecer muito mais romance do que a ida real.
Depois de um dia terrível no set de filmagens, onde ela passou a maior vergonha de todos os tempos na frente do elenco inteiro e, pior, do astro sexy e notório bad boy Dillon O’Hara, tudo o que Libby consegue fazer é se jogar no sofá e assistir a Bonequinha de luxo pela milionésima vez.
De repente, ela se surpreende ao ver a estrela do cinema, Audrey Hepburn, sentada bem ao seu lado, em seu vestidinho preto, clássicos óculos escuros e cigarrilha vintage, cheia de conselhos para dar.
Mas será que Libby realmente é capaz de transformar sua vida de fracasso em um incrível blockbuster?
Talvez, com um pouquinho da ajuda mágica de Audrey, ela até consiga.



Este é aquele tipo de livro que faz você se sentir uma sortuda ao ver o que a protagonista passa. Ela é muito desastrada e me lembrou a Bridget Jones. Sabe aquele dia em que tudo dá errado? Você perde o emprego, queima o cabelo, passa vergonha na frente de um cara muito gato e ainda por cima o apartamento que você alugou não era nada daquilo que você esperava. Além da poltrona usada que você comprou não ser entregue, ao invés disto você recebe um sofá que toma o comodo inteiro e ainda fede a cachorro. Será que é o estresse que faz com que Libby tenha alucinações? É o que ela fica se perguntando todos os dias desde que apareceu na sua sala/cozinha minúscula, nada mais do que a sua ídola de todos os tempos, Audrey Hepburn. Ela chega vestida exatamente como no filme Bonequinha de Luxo e começa a bater papo como se ela fosse a sua amiga de longa data.

O primeiro capítulo começa narrando Libby aos 13 anos de idade. Ela é obrigada a acompanhar a irmã em diversas audições, sendo a sua mãe a agente das duas, no entanto, enquanto sua irmã linda e maravilhosa consegue papéis de destaque, ela sempre fica com aqueles em que tem que usar figurinos ridículos e constrangedores. Em uma destas audições, ela conhece Olly e sua irmã Nora, que continuam sendo seus verdadeiros amigos até a narração presente. 

Atualmente, Libby tem 29 anos e mesmo que more sozinha, nada mudou com relação a sua carreira e ao modo como sua mãe a trata. Em mais um destes testes de elenco em que ela está usando uma fantasia horrorosa, conhece o ator lindo e famoso, Dillon O'Hara e para sua completa mortificação, ela passa o maior vexame na presença dele, além de ser expulsa do set de filmagens.


Ao chegar em casa, ela decide assistir pela milionésima vez o filme da sua musa do cinema e do nada, Audrey Hepburn aparece no seu sofá horroroso querendo saber o que pode fazer para ajudá-la. É assim que, de repente, Libby tem uma melhor amiga famosa que não pode contar para ninguém ou vão interná-la e um hospício, Dillon, o cara gato que ela pagou um mico está interessado nela, ela passa uma noite inesquecível com ele e tem na ex-namorada dele uma rival que coloca um vídeo vergonhoso dela no Twitter para os seus milhares de seguidores.  

A Audrey descobrindo o que era um nespresso, um Ipad, a internet, a Wikipédia e o Twitter foi muito engraçado. Eu nunca vi nenhum filme dela e confesso que fui até pesquisar um pouco mais sobre o assunto depois que terminei de ler. Uma coisa eu sei, ela é muita linda né? Libby é muito mais que uma fã, é totalmente obcecada pela vida da atriz. Apesar dos problemas que tem relacionado a carreira e a família, seus amigos fazem de tudo por ela. Eu adorei a personagem e fiquei muito irritada pelo modo como a mãe e a irmã dela agiam, era quase como se ela fosse uma empregada. O relacionamento desastroso que ela tem com o pai também é abordado e foi muito legal a forma como ela percebeu que as atitudes dele durante a vida toda não tinham nada a ver com ela. Ele tinha problemas e ela acabou perdoando e seguindo em frente.

Eu torci muito pelo Olly. Ele era um fofo e deu para sentir que ele não queria só a amizade da Libby. Ela, porém, é totalmente cega quanto a isto. Não tinha nada contra o Dillon, mas já descobri que ele não será o namorado que ela tanto sonha. O que deveria ser mais um fiasco na vida dela se transforma em uma grande chance de sucesso e Audrey pelo visto percebeu que não tinha mais nada a fazer pela nova melhor amiga e desapareceu feito fumaça do mesmo modo que chegou.

Eu gostei muito do livro e me diverti. Uma comédia romântica que você lê tão rápido que nem sente. O desfecho foi feliz para a protagonista, no entanto, não conclusivo. Acredito que a autora vai trazer muitas surpresas para a Libby nos próximos livros desta trilogia, que eu só fiquei sabendo que era uma trilogia quando terminei de ler. Desta vez, Libby vai contar com os conselhos de nada mais, nada menos, que Marilyn Monroe.

**O livro "Uma Noite com Marilyn Monroe" já está disponível nas livrarias e o terceiro livro ainda não tem previsão de lançamento aqui no Brasil.

    Minha evolução do Desafio


Comentários
4 Comentários

4 comentários

  1. Olá Diana,
    Adorei a resenha do livro, não conhecia essa trilogia mas já vou adicionar no meu skoob para futuras leituras. Pelo que li, vou gostar e me identificar com a protagonista Libby, já sei que vou me envolver com a personagem. Nunca assisti Bonequinha de luxo, mas agora vendo essa citação na sinopse deu vontade hahaha. Ainda não cumpri esse item do desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits, é uma ótima dica de leitura para riscar esse item.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Libby parece comigo, desastrada, que só vive pagando mico. Adorei! Sabe quando você senti aquela identificação logo de cara Foi isso que aconteceu. Senti que meu santo bateu e com essa capa linda e cheia de azul! Hahaha. Quero ler, assim, pra já;

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Ótimo seu desafio, parabéns por estar seguindo a meta. Quanto ao livro, parece ser muito divertido, mas no momento passo, pois estou com minha lista de futuras leituras, imensa! E, não é muito meu estilo. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Diana, achei muito legal a premissa do livro. Adoro quando a história me faz rir até chorar. Acho que vou me deliciar com essa leitura.
    Gostei da dica.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts