Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

Resenha | O Conde Enfeitiçado, Os Bridgertons Livro 6 de Julia Quinn @EditoraArqueiro

22.5.16

Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz. No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.
Definitivamente, a pior coisa que existe para um leitor é ir com muita sede ao pote ao dar início a uma leitura, principalmente quando se considera os milhares de comentários positivos em relação a obra.  Aí o que acontece? Você termina de ler e fica com aquela sensação de que só você não achou tudo isto. Foi o que aconteceu aqui. Eu confesso que quase pulei a ordem da série e fui ler este antes, de tanto que falaram que Julia Quinn havia se superado ao escrevê-lo, mas contive a minha ansiedade e li na ordem. Fiz muito bem!! Ou seja, na minha opinião, este não é o melhor da série. Meus favoritos continuam sendo "O Duque e Eu" (por ser o primeiro, o responsável pela minha paixão pela família Bridgerton e onde fui apresentada a delícia do Anthony) e "O Visconde que me amava."(por causa do meu amor pelo Anthony é claro!!!).

O começo desta trama, assim como sua premissa são muito cativantes, é uma história ótima, não me interpretem mal, só que em comparação as outras mocinhas, Francesca me decepcionou. Talvez porque eu imaginava que ela iria simplesmente dar um show por já ter mais experiência que as irmãs e as cunhadas, seria mais decidida, mais firme e isto não ter acontecido. Mesmo estando disposta a casar com digamos, qualquer um que fosse no mínimo apresentável e não fazer questão nenhuma de estar ou não apaixonada pelo futuro marido, porque este não poderia ser o Michael? Para que tanto mi-mi-mi em relação a isso??? Caso ou não caso, eis a questão! Francesca, me poupe! Com um homem deste???

Amo a família Bridgerton e eles apareceram pouco também, o que foi uma pena. Outra coisa que me incomodou foi o fato de toda a família dela a excluir de acontecimentos importantes, como o casamento dos irmãos, Colin e Eloise. A história de Francesca e Michael se passa ao mesmo tempo em que a deles e ela nem sequer foi citada, só ficou sabendo do casamento de Colin depois que aconteceu, o que não fez muito sentido para mim, e por fim, o que foi aquele final? Será que a Julia Quinn não achou que eles mereciam ao menos um epilogo decente???? Estou chocada até agora por causa disto!!! 

Apesar de todas estas ressalvas, eu devorei o livro. Como já mencionei nas outras resenhas, Julia Quinn tem uma escrita cativante e viciante, o que torna impossível parar de ler a partir do momento que você começa. Agora vamos ao que realmente interessa nesta história: O MICHAEL! Que homem delicioso, apaixonante, apaixonado, totalmente enfeitiçado pela Francesca!! Este sim tinha motivos de sobra para ter crises de consciência. Afinal de contas, ser apaixonado pela mulher do melhor amigo há tanto tempo e ter que fingir que toda a dedicação e carinho com ela é só amizade não é nada fácil. Junte a isto, a culpa por continuar amando esta mulher depois de quatro anos após a morte precoce do amigo, ao mesmo tempo em que esta mesma morte, faz com que ele venha a herdar o título, as terras e as riquezas dele. Consequentemente, ele meio que herda a Francesca também. Complicado! Nem assim ele demorou tanto para decidir o que realmente queria. Claro que não sem a “ajudinha” de Colin. Ahhh Colin!! Você pode não ter brilhado muito no seu próprio livro, mas quando se trata de todos os outros irmãos, você rouba a cena com certeza. Não tem como não rir com os diálogos que ele teve com o Michael aqui, foi hilário!!

A história começa com Francesca casada há dois anos com John, o conde de Kilmartin. Ela tem uma grande amizade com o primo e melhor amigo dele, Michael, que é apaixonado por ela desde que a viu horas antes de se casar. Corretíssimo, ele manteve seus sentimentos guardados e estava resignado a sofrer para sempre e nunca mais amar outra mulher. Ele disfarçava sua dor e seu desejo por ela com o sarcasmo, com sorrisos em demasia para que Francesca não desconfiasse de nada e mudasse a forma de tratá-lo. Michael amava John, tanto quanto amava Francesca e por isso os dois sofrem muito com a esta perda tão repentina. Para remediar um pouco esta agonia, ele foge de suas responsabilidades e passa quatro anos na Índia. Quando ele retorna, precisa assumir o que é seu por direito, enquanto que Francesca, que tinha cuidado muito bem de tudo desde então, decide que precisa se casar se quiser realizar o sonho de ser mãe. Ela se casou por amor e considerava Michael como um irmão, até que um dia, ela olha para ele de um jeito diferente e aí é que os conflitos internos começam e a paixão arrebatadora explode.
"Era algo na forma como ela se movia.
Algo na maneira de respirar.
Algo na sua forma de existir.
Ele achava que jamais superaria aquilo".
Esta é uma história triste de amor não correspondido e Michael com certeza merecia ser muito feliz. A interação entre eles, a tensão sexual, assim como as cenas de sexo são maravilhosas, do jeito que só Julia Quinn sabe escrever. Um simples beijo e estamos suspirando junto com os personagens! Como Francesca já não era mais virgem, a autora não economizou no erotismo e só tenho a dizer que nisto ela foi simplesmente impecável! Francesca tenta não se apaixonar, ela não faz ideia do grande amor que Michael sempre sentiu por ela, do ciúme que ele tenta esconder quando ela começa a ser cortejada. A angústia de Michael é intensa, ele tentou seguir em frente e esquecer esta atração em memória do melhor amigo, mas um amor tão forte como este não podia ser ignorado. É comovente, sofrido e lindo o fascínio que ele tem por ela e é por causa disto e de toda a emoção que ele transmite em cada capítulo que eu recomendo muito esta leitura! Michael Stirling entrou com louvor para lista de namorados literários inesquecíveis!






Comentários
5 Comentários

5 comentários

  1. Serio que pra você não foi tudo isso ? Nossa, pra mim esse é um dos melhores. Li na ordem e acho que é o melhor a se fazer, assim tudo se encaixa. Um dos meus preferidos também são esses dois que você citou, principalmente o Visconde que me amava. Incuo também Um beijo Inesquecível e Os Segredos de Colin Bridgerton e esse, O Conde Enfeitiçado. Esses cinco são os melhores, sem duvida !

    ResponderExcluir
  2. Oi Diana!
    Li a série inteira tbm em ordem em inglês, amei todos eles, pena que o livro não supriu todas as suas expectativas. Realmente a autora tem uma escrita cativante que nos vicia. Acho que ela pode ter pecado mesmo na enrolação, mais em outros pontos ela desenvolveu mais a história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Juro que dei quatro estrelas nesse livro justamente por causa do menino porque eu simplesmente não aguentava mais aquele mimi dela, ele simplesmente deixava na cara os sentimentos dele e ela não percebia os sentimentos ou quando percebia tentava ignorar. Ele realmente merece o lugar na lista de namorados inesquecíveis.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Ainda não li esse livro mas estava bem curiosa pois a Francesca é uma das personagens que menos deu para ver aos longo dos outros livros, mas lendo a resenha abaixei minhas expectativas, realmente pela personalidade das outras irmãs dele e pelas cunhadas também achei que ela não teria tanto mimimi, mas ainda sim quero ler esse livro, e não gostei de não ter muito dos outros membros da família nesse livro !!

    ResponderExcluir
  5. Eu amei o livro. Apesar da parte do mi mi mi, Francesca se mostrou forte, resolvida, autentica, ousada, sexy e ao mesmo tempo com uma pitada de ingenuidade. Quanto a Michael... Ah Michael! Acho que qualquer uma que tivesse um pouco de controle fatalmente o perderia! No topo junto com Anthony!
    Meus preferidos são o 6, 2 e 1. Falta ler o 7 e 8!

    ResponderExcluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts