Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do Mês

Ver mais...

[Resenha] A Bela Helena - Miriam Mambrini @Editora7Letras

2.9.15

Às vésperas de completar 60 anos, na virada do milênio, Helena (aliás Talita) começa a rememorar sua vida desde a infância, quando foi abandonada pela mãe na casa dos avós paternos.
As lembranças de menina e as aventuras de juventude passam como um filme, tendo como pano de fundo o Rio de Janeiro da segunda metade do século XX, entre Copacabana e Tijuca.
A trajetória da menina Talita, até virar “a bela Helena” na legenda de uma foto no jornal, é permeada de intrigas, adultérios e crimes: “minha vida daria um romance”, como ela mesma conclui. E este é um romance daqueles que lemos com voracidade, daqueles que não conseguimos fechar sem ler mais um capítulo, e mais outro... até que já não podemos mais deixá-lo de lado sem conhecer o desfecho.

Talita é uma mulher madura que tem uma vida confortável, mas vive sozinha e se assusta com a velhice. Para que as lembranças não se percam, aos 60 anos ela começa a escrever. Helena é o seu álter ego, um personagem que constrói para si. Talita coloca no papel tudo que recorda o abandono da mãe, o sequestro do filho pelo próprio pai, uma tentativa de suicídio e a paixão por Laerte.

Nascida no tempo de Getúlio viveu a adolescência no chamado "anos dourados". Largada em uma casa desconhecida pela mãe é criada pela avó a quem tem verdadeira adoração. Com dois casamentos desfeitos onde o segundo é responsável pela perda do filho e do marido, ela se casa mais uma vez com Eugenio e é deste homem que ela herda uma vida confortável e reconstrói sua vida.

Ela conhece Laerte na adolescência e entre idas e vindas, este homem de caráter duvidoso e cheio de mistérios, ocupa um lugar especial em sua vida. Está presente em todos os momentos entre os casamentos e divórcios e apesar de não ficarem juntos, o que realmente a encanta é o vai e vem da relação.

O medo da velhice é o que faz com que ela escreva. Vive no Rio nos anos 2000 e as palavras fluem durante o enredo que traz, em cada capítulo, uma parte da vida dela que não quer ficar na escuridão. Seu objetivo é ter seu filho de volta, esta é a sua luta diária nos últimos anos e assim que ele volta para casa, sua nova batalha é conquistar este filho que virou um completo desconhecido.

Como se estivesse lendo seu diário, o leitor vai conhecer a modernização do Rio de Janeiro, as mudanças digitais e tecnológicas e acompanhar como a e perda da juventude e os sinais da idade tão evidentes se tornam um pesadelo na vida desta mulher que se surpreende a cada vez que se olha no espelho.

Ao escrever, Talita tenta tirar a mágoa, a dor e o ressentimento para colocar tudo no papel. Em alguns momentos ela se perde durante a escrita entre o passado e o presente, sempre esperando Laerte aparecer e vivendo o que eles chamam de ligação que nunca se rompe.


Comentários
5 Comentários

5 comentários

  1. Nunca tinha ouvido falar antes desse livro, mas a estória em si não me chamou muito minha atenção pelos fatos de que primeiro se passa na era vargas, no Brasil, em uma época que nunca gostei muito, porém para quem gosta e uma boa indicação de livros, acho que minha mãe iria gostar de ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é para isto que o blog, para trazer mais e mais atualizações e novidades, principalmente quando se trata de literatura nacional, bjs

      Excluir
  2. Diana,gosto de livros que tenham contexto histórico,gostei muito da resenha e estou ansiosa para conhecer detalhes da trajetória de Talita.Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    somos dois Lana, eu não tinha visto nem rastros desse livro, e achei o enredo bem chatinho, não sei se eu compraria, mas acho que minha prima compraria, ela que curte coisas assim!!
    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Adoro esses livros que nos remetem ao passado do personagem e suas memórias.A situação da Talita é bem compreensível,acho que todo mundo tem um pouquinho de medo dos anos que se passam cada vez mais rápido.Adorei a resenha,e é uma ótima dica de livro.

    ResponderExcluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts