Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do mês

Ver mais...

[Resenha] Black Para Sempre, Trilogia Forever, Livro 1 de Sandi Lynn @EdValentina

30.8.15

Quando Ellery se mudou com o namorado, Kyle, para Nova York, achou que pela primeira vez seria feliz, enterrando para sempre os dramas do passado. Ledo engano: um belo dia, o sujeito arruma as coisas e vai embora, alegando “precisar de espaço”. Sozinha e deprimida, ela mergulha de cabeça na pintura, sua grande vocação, até que uma noite ajuda um belo e misterioso bêbado a voltar para casa de uma boate. Mal sabe ela que o homem é ninguém menos do que o cobiçado milionário Connor Black. Ao encontrar Ellery em sua cozinha na manhã seguinte, presumindo que ela infringiu sua regra número um e passou a noite lá, ele fica furioso, mas ela o enfrenta como nenhuma mulher jamais enfrentou, deixando-o intrigado não apenas com sua coragem e independência, mas também com sua bondade. Entretanto, há uma tempestade a caminho. Ambos guardam segredos terríveis que podem destruir a relação tão rara e preciosa que construíram. Qual dos dois terá coragem de abrir o jogo primeiro – ou será que a própria vida fará isso de forma totalmente inesperada? 



Enfim consegui ler este livro que foi tão bem comentado e estou feliz em dizer que valeu muito a pena. O primeiro volume da trilogia traz uma história de amor linda e com desafios nada fáceis de enfrentar, um que nem todo o dinheiro de Connor vai conseguir resolver. Quando Elle acha que é isto que vai separá-la do grande amor da sua vida, percebe que estes obstáculos só vão provar que este amor é para sempre. Ela se mudou para Nova York aos 23 anos junto com o namorado, trabalha em uma gravadora, pinta quadros e faz trabalhos voluntários na cozinha de um restaurante para os sem-teto. Quando o namoro termina, ela fica arrasada e usa a pintura para fugir da tristeza e da solidão. Ao receber um empurrão da melhor amiga Peyton, decide sair para se divertir depois de muito tempo curtindo a fossa.

Chegando lá, ela conhece Black, sem saber que este é um multimilionário dono de uma conceituada empresa. Tudo que ela vê é que ele precisa de ajuda, pois está muito bêbado para ir para casa sozinho. Connor é rico, sexy, mulherengo e tem a reputação de ser cruel. Ele gosta da sua vida como ela é e não deseja se envolver emocionalmente com ninguém. Eles se tornam amigos e o que começa com uma mulher apenas querendo ajudar um homem quando ele mais precisa se torna algo muito mais forte.
"Me dá um tempinho. Essa amizade é nova para mim. Você precisa compreender que eu nunca fui amigo de uma mulher antes."
Elle começa então, a mostrar-lhe um novo mundo, coisas simples como comer pizza com as mãos, cachorro quente com muito molho no parque e tomar sorvete, o que inacreditavelmente ele não experimentava desde que era criança. Ela mostra á ele que é possível ajudar alguém sem esperar algo em troca e não o trata de forma diferente só porque ele é um milionário. Com ela, ele é simplesmente Connor não o grande CEO Connor Black.

Os dois cedem à paixão. Mesmo que Elle saiba que isto é errado, ela tinha boas intenções e não queria magoá-lo, apenas desejava desfrutar de um verdadeiro amor, pois achava que isso nunca aconteceria em sua vida. Tudo para o casal é um desafio, eles são teimosos, discordam o tempo todo e o que amei no romance foi o fato de Connor sempre ceder em favor dela simplesmente para estar ao seu lado. Juntos eles se completam, as cenas são sensuais com algumas pitadas hots, nada muito descritivo o que tornou tudo bem romântico.
"O infinito é para sempre, Sr. Black, e é isso que o senhor é para mim: o meu infinito."
Ambos mantem segredos e o de Connor é o primeiro a ser revelado. Seu segredo não é um assunto agradável, mas ele confia nela e abre o jogo. Elle também quer fazer o mesmo, só que espera o momento certo para isso com medo que os sentimentos de Black mudem. Em alguns momentos, me irritei com a quantidade de coisas que Elle quebrava ao jogá-las na parede quando dava seus ataques, mas eu também gostei de como ela não levava desaforo para casa e de como não se rendia aos desejos de Connor. Era "ah você não quer ir, eu estou indo", "você não quer fazer, eu já fiz", adorei! Connor era muito dominante, mas ela não teve medo dele. Enfrentou um passado cheio de dor, perseverou e saiu muito mais forte no final. A melhor amiga dela também foi perfeita, engraçada, forte, sábia e deu apoio em todos os momentos.

Agora vou fazer uma defesa da capa, eu já a achava linda e vi muitos comentários negativos a respeito quando ela foi revelada. A maioria achou que não fazia jus ao enredo e como ainda não tinha lido o livro, não podia opinar. Desde o primeiro momento eu achei bem parecida com os romances de banca e depois de conhecer o enredo eu acho que se encaixou perfeitamente. O casal é clichê, um homem muito rico que se apaixona pela mulher simples. Ambos são quebrados, guardam segredos e as principais e mais emocionantes cenas se passam no mesmo cenário da capa, ou seja, não poderia combinar mais.

Este primeiro volume tem o ponto de vista de Elle e o segundo "Você Para Sempre", contará a mesma história pelo ponto de vista de Connor. Recomendo! É uma leitura rápida, deliciosa e nem dá para acreditar que foi o livro de estreia da autora. Ver este casal embarcar em uma jornada de coragem, força e muito amor e é emocionante!
"Porque chega um momento em que você tem que entender que algumas pessoas podem ficar no seu coração, mas não na sua vida, e essa é a minha maneira de manter você no meu coração."


Comentários
4 Comentários

4 comentários

  1. Diana,um amor que é construído através de uma amizade,através de coisas simples como comer pizza com a mão,cachorro quente com muito molho no parque ou simplesmente tomar um sorvete que para um multimilionário parecem coisas tão distantes que ficaram na infância,achei muito bonito e me interessar me pela obra,gostei de saber que não tem muita descrição das cenas hots,que tudo é levado para o lado romântico,achei linda a capa.Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oiiiê Dih! Tudo Blz?
    realmente as resenhas que vejo dele sempre é de comentários bem legais, essa capa é bem legal, mas eu vou deixar a sua dica passa, vou falar para minha amiga, ela está terminando de ler esse livro, vou pedir para vim ler a sua resenha kkk
    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Amei a capa desse livro, fui procurar resenhas dele no skoob, e infelizmente depois de ler muitas resenhas percebi que esse livro tem muitas coisas em comum com o livro 50 tons de cinza, o que fez com que eu perdesse totalmente o interesse de ler esse livro, bom para quem gostou do livro 50 tons com certeza vai gostar desse também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o livro não tem nada a ver com 50 Tons e isto que é muito errado no julgamento de todos, assim como seu comentário na resenha de Redenção e Submissão, são histórias totalemente diferentes e com protagonistas mais distintos ainda. Dê uma chance para a obra e depois me conte o que achou.

      Excluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts