Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do mês

Ver mais...

[Resenha] Soldier: Leal até o fim - Sam Angus @Novo_Conceito

21.8.15

Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos. Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra. SOLDIER: Leal até o fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães.

Olá pessoal tudo bem? Quem já me conhece sabe que amo cães e esta história já me chamou a atenção pela capa. Esqueça o tema da Segunda Guerra Mundial que não me interessa nenhum pouco, fui ler só por causa do cachorro, confesso. Chorei muito com este livro, é emocionante o amor que este menino de 13 anos tem por estes animais, a começar por Soldier, nomeado assim em homenagem ao seu irmão que está na guerra. 

Como meu interesse em história é zero, não sabia que os cães haviam participado da Primeira Guerra. Cem mil foram recrutados e desempenharam um papel tão incrível quanto os humanos. A história se passa no ano de 1917, época em que a guerra ainda está sendo travada na França.

Desde a morte da mãe, Stanley Ryder vive em Lancashire, Inglaterra. Seu irmão Tom ao completar 17 anos se alista no exército, deixando-o com a missão de cuidar de Dan, seu pai, que envolto pela tristeza por causa da morte da esposa e pela ausência do filho que está nos campos de batalha, fecha o seu coração para ele.

Quando os filhotes de seu puro-sangue Rocket nascem, Dan não aceita criar vira-latas e por isso vive ameaçando desfazer-se de todos. Um destes filhotes fica entre a vida e a morte e ao salva-lo, Stanley que tinha esperanças que o pai mudasse de ideia quanto a afogá-los, tenta cuidar dele e da mãe a todo custo. Aparentemente, quando o pai cumpre sua promessa, Stanley fica tão arrasado que decide sair de casa.


Com 14 anos, mente sobre sua idade e se alista no exército, onde é enviado para a França com a esperança de encontrar seu irmão. Lá ele vai descobrir as realidades da guerra, os perigos, o medo e o orgulho que terá ao treinar um cão chamado Bones. 

Este também morre como um herói e, devastado por tantas perdas, Stanley decide contar ao exército sua idade real e ir para casa, mas ao vez disso, lhe é dado outro cão, chamado Pistol. Um cão traumatizado e que não permite que ninguém chegue perto dele. Ambos compartilham a mesma necessidade, a de ser amado e querido.

Stanley é um personagem forte, bem desenvolvido e muito corajoso. A idéia da autora de escrever este livro, veio depois de ouvir uma história no rádio sobre os animais utilizados na Primeira Guerra Mundial. Lá houveram heróis caninos reais, assim como Bones e Pistols. 

A maior parte do enredo se passa nas trincheiras, onde Stanley se junta à equipe que treina cães para enviar mensagem em torno delas e é dividido em três partes: antes de Stanley ser convocado, durante seu período como adestrador dos cães mensageiros e o que acontece depois de tudo isto. A diagramação e a escrita são impecáveis.

A relação de amor entre um homem e seu cachorro para mim é uma das mais sinceras. Eu amo estes seres e não tinha como não me emocionar e chorar horrores durante a leitura. O pai de Stanley mostra uma crueldade terrível, o que me fez odiá-lo por isso. Uma história de bravura e milagres, de uma família que precisa reparar suas feridas e atrocidades da guerra. Personagens memoráveis e uma trama de partir o coração, com detalhes que ensinam algo tão significativo que é impossível abandoná-la.

Capa Original





Comentários
15 Comentários

15 comentários

  1. Olá
    eu amei essa história, sou muito fascinado por esse fato histórico,a guerra é algo que me fascina kkkk, e cachorros também me fascina de mais, espero curte a leitura
    bjks

    ResponderExcluir
  2. Diana,amo histórias que envolvem relações de animais,principalmente cães com pessoas,onde existe a verdadeira fidelidade e companheirismo,se além disso a tiver a temática de guerra,melhor ainda,amei saber da informação de que cães participaram da Primeira Guerra,é muito bom ler páginas de um livro em que um jovem,no caso,Stanley é forte e corajoso,Bones e Pistols representam os heróis caninos da guerra ,estou ansiosa para acompanhar não só os treinamentos narrados dos cães como também a procura de Stanley por seu irmão Tom,concordo totalmente a relação de amor entre um homem e seu cachorro é uma das mais sinceras.Com certeza entrou para a lista.Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Estou louca para ler este livro faz tempo.
    Ainda não consegui. Mas achei ele perfeito!

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nenhum livro que relatasse histórias de cachorro, já ouvi falar só naquele Marly e Eu, e a estória e fascinante, e essa também parece ser muito linda e emocionante, até porque não tem como não se envolver com a estória de amor entre um humano e um animal, gostei bastante da sua resenha, e fiquei bastante interessada em ler o livro.

    ResponderExcluir
  5. Ola Dia lindona, eu assim como você não gosto de livros com temas de guerra, mas essa carinho do cachorro me conquistou. Histórias com animais sempre me encantam, principalmente cães que amo, eles se doam sem esperar nada em troca, um afago já os deixa felizes. Ter cães como heróis de guerra só ressalta o devido valor que eles tem. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu não gosto de livros que se passam em períodos de guerra, e por mais fofo que seja esse cachorro, é uma leitura que não pretendo fazer =[
    Ainda assim, ótima resenha a sua!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Que bom que gostou tanto do livro, Parece ser bem interessante espero ler quando tiver oportunidade, pois gosto bastante de animais e estão falando muito bem do livro. Ótima resenha.

    Beijos
    Realityofbooks

    ResponderExcluir
  8. Gosto de livros com cachorros, mas gosto ainda mais de histórias que se passam durante as guerras, e também não sabia nada sobre esse serviço de cães mensageiros até ler esse livro. Me emocionei e acabei gostando muito mais do que imaginei que fosse gostar.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Oie Diana!!!
    já tinha visto esse livro em alguns lugares, mas confesso que ainda não sabia sobre o que se tratava a história, fiquei bem curiosa com o enredo. Gosto muito de animais, e também de livros com fundos históricos. Assim que tiver uma chance lerei com certeza.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. A dona do blog no qual sou colunista, qto viu esse livro na NC já me ofereceu, pq amo animais, então estou esperando chegar para conferir o livro. Tenho certeza que vou chorar e tenho certeza que vou amar.
    Amei sua resenha, segunda resenha positiva que leio de Soldier, então estou bem curiosa
    http://odiariodoleitor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá!!
    Aiii, que amor! Também amo cães. Meu coração aperta só de imaginar as dificuldades que eles passaram numa burrice de seres humanos chamada guerra. Estou ansiosa para ler Soldier. Gosto do tema da segunda guerra também, mas beeeem de vez em quando, porque sinto que são leituras pesadas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. oi, tudo bem?
    Eu já sou o contrário de você, me interessaria mais pelo livro pelo fato de envolver a segunda guerra mundial, do que pelo drama envolvendo o cachorro. Eu não sou muito fã de histórias tristes com cachorros e crianças, porque acabam comigo. Sério, meu psicológico não aguenta. Eu morri de chorar com Marley e Eu, e só fica triste no final, kkkkk
    Mas a história parece ser linda mesmo, e realmente, a amizade e o amor de um cachorro é o mais sincero que existe
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá... tudo bem???
    Bom eu achei a sua resenha muito bonita, bem escrita e cheia de sentimentos. Porém eu não curto livro nessa temática... e tenho trauma de cachorros... não digo que não gosto, até porque os filhotinhos me deixam feliz, mas quando começam a crescer o meu medo cresce junto, então ler esse tipo de história não me envolve e até se torna cansativa... sou contra a violência aos animais a qualquer um deles.... mesmo que eu tenha trauma e a marca no meu rosto para sempre, jamais irei desejar mau a esses bichinhos, mas ler livro sobre eles está fora de cogitação... Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bom?
    A primeira coisa que tenho que dizer é como a capa original é bonita em relação a capa brasileira. Bom, eu me arrependi de não ter solicitado esse livro porque gosto de narrativas que se passam no período de guerra. Essa história parece ser extremamente emocionante e tocante. A relação de um bicho com seu dono é algo belo e cósmico.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu já sei que vou chorar e muito quando ler esse livro.
    Apesar de não ser tão ligada com os cães como você, eles me emocionam facilmente, principalmente em relações assim tão singelas. Infelizmente a capa nacional não transmitiu toda a ligação entre animal e ser humano. A capa original é belíssima <3

    Beiijos, Andressa
    Mais que Livros | Curtindo a Vida a Dois

    ResponderExcluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts