Lançamentos

Ver mais...

Resenhas

Ver mais...

Literatura Nacional

Ver mais...

Variedades

Ver mais...

Adaptações

Ver mais...

Leituras do mês

Ver mais...

[Resenha] A Playlist de Hayden - Michelle Falkoff @novo_conceito

18.6.15

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes.
Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente.
Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.





Narrado por Sam, o mistério do livro gira em torno da morte de Hayden. Sam aprende sobre si mesmo no processo de descoberta.  A Playlist de Hayden não fala apenas sobre suicídio, mas também amizade, assédio moral, crescimento e sobre encontrar o seu próprio caminho em meio às pressões dos pais, escola, e até mesmo dos seus amigos.

Sam é acordado com a lembrança de estar em uma festa na noite anterior e na manhã seguinte encontra seu melhor amigo morto. Para ele é deixada uma lista de músicas e também um bilhete dizendo que ouvindo ele vai entender. Ele ouve, mas isto não faz com que ele entenda.


Sam passa os últimos dias alternando entre o ódio e a saudade, tenta não pensar muito nas letras da playlist e imaginar o amigo escolhendo estas músicas ao tomar a decisão drástica (quão louco isto é?). 

A estória em torno do suicídio de Hayden é confusa e complicada e creio que é assim que o suicídio é. Nunca há apenas uma razão pela qual uma pessoa sente que esta é a sua única opção. Sam se culpa pelo que aconteceu e a cada momento de flashback que ele tem, entendemos o motivo. Para desvendar o mistério, ele encontra mais e mais pessoas que também estão secretamente culpando-se e lutando com sua própria culpa, desejando terem feito algo para mudar o resultado final. 

Com os eventos da noite da festa, que foi o local onde Hayden foi visto com vida pela última vez, tentamos achar o culpado, mas na verdade não há apenas um. Ninguém acorda do nada e pensa em se matar, isto é um processo lento e várias coisas desencadearam-se para que ele tomasse esta atitude. Isto também descobrimos ao conhecer o irmão de Hayden e sabendo como a família pressionava os dois irmãos de maneiras diferentes para conseguir o que queria que eles fizessem.

Para concluir o processo de descoberta Sam também investiga o computador do amigo e todos os envolvidos no bullying a Hayden e á ele desde sempre, o irmão de Hayden também é suspeito, mas há um verdadeiro culpado para o suicídio de alguém?
"Cai no sono ouvindo a playlist, esperando que alguma pista estivesse escondida nas letras, mas não conseguia captar nada. Apenas mais músicas sobre tristeza, amor, morte..."
A playlist eu ouvi durante todo o tempo em que lia, em cada capítulo é citada uma música e imediatamente eu ouvia para tentar entender o que o personagem estava sentindo. A maioria das canções são conhecidas e além delas há referências a Star Wars, Donnie Darko e algumas coisas do universo Geek. 
"...ambos éramos desajustados sociais que não conseguiram se encaixar em lugar nenhum ... salvamos um ao outro da solidão durante um bom tempo e de repente estava tudo acabado."
As respostas não são encontradas na playlist e por este motivo Sam teve que se relacionar com novas pessoas e novas experiências. Hayden apesar de morto, tenta dizer adeus e mostra a Sam que havia mais coisas acontecendo com ele do que ele percebeu. Hayden queria que Sam entendesse o quanto é importante ouvir as pessoas e ele aprende isso. Todos nós queremos ser ouvidos, queremos ser compreendidos e não queremos ser solitários.
"Pensei por um minuto sobre a crescente lista de pessoas que se sentiam responsáveis pela morte de Hayden. Todos nós estávamos certos e todos estávamos errados ao mesmo tempo. E, por fim, foi Hayden quem tomou aquela decisão. Foi ele quem deixou todos nós ali, tentando descobrir o que havia acontecido, impossibilitados de falar que sentíamos muito, para fazer a coisa certa."
O aprendizado é constante, Sam também aprende a se abrir e a ver as coisas de uma perspectiva diferente. Eu recomendo este livro a alguém que ama um bom mistério. O humor seco e alguns eventos inexplicáveis ​​que ocorrem irá mantê-lo grudado nas páginas até o final.

Eu amei o rock que compõe a trilha (Foster The People, Ramones e Blink 182 são minhas preferidas!). Eu acho que Sam e sua estória podem conectar-se com um monte de leitores adolescentes, com os problemas sociais e suas vidas na escola. Este livro ensina a se expressar e a ser você mesmo.





Onde Comprar: Saraiva




Comentários
6 Comentários

6 comentários

  1. Bem, estou fugindo um pouco de temas tristes. Estou na fase de querer só finais felizes, mesmo que não seja isso que aconteça sempre na vida real. E posso estar enganada, mas, os dilemas existenciais dos adolescentes, embora sejam meio que povoados por questões do inconsciente coletivo, variam um pouco no peso e impacto de acordo com a cultura em que o jovem vive...

    ResponderExcluir
  2. Uauuuu... Diana eu amei esse livro, ele de certo modo até me perturbo pelo apelo emocional. Resenha linda.

    ResponderExcluir
  3. Olá
    adorei a resenha, ainda não li o livro, mas meu amigo já leu e já resenhou lá no blog, gostei muito da resenha dele, parece que o livro é Bom pra caramba
    Bjks
    Se Quiser Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Diana,não li o livro ainda ,mas pela resenha percebi que ele traz a mensagem que devemos sempre estarmos prontos a ouvir nossos semelhantes sendo amigo e dando-lhes importância e é claro,pensarmos antes de falarmos qualquer coisa e principalmente respeitarmos as pessoas.Está na minha lista.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li esse livro e já vi muitas das minhas amigas lendo esse livro e me falaram que o livro é bom e pela sua resenha acredito que os comentários dela não tenham sido assim tão exagerados e juntando as opiniões me fez ver que preciso ler esse livro ^^ Um livro com um tema tão diferente deve ser apreciado.

    ResponderExcluir
  6. Acho que já li umas três/quatro resenhas desse livro, a sua foi a que mais me despertou a vontade de ler. Achei sua escrita delicada, emocionante. Muito legal poder relacionar a leitura com a música, uma forma de tentar se conectar ao livro e aos personagens.

    ResponderExcluir

- Seu comentário estará visível depois de aprovado
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Não forneço livros em PDF, por favor não comente se for para fazer este tipo de solicitação.

No Instagram

Copyright © 2017 Meu Vício em Livros | Todos os direitos reservados | Design e desenvolvimento: J.A Layouts